12 de set de 2009

Decisões

Gostaria de pedir desculpa a todos que sempre estão por aqui pela minha constante ausência, tenho tido alguns contra tempos, sinto que estou sendo consumida aos poucos pela necessidade constante de buscar coisas novas, não que isso seja ruim, pelo contrario, mais tentarei relaxar um pouco, quem sabe assim as coisas não caiam do céu na minha mão.
Que bom seria se tudo fosse assim...


Hoje eu quero falar sobre decisões e escolhas.
Quem pode escolher o que viver senão nós mesmos?
Tudo são escolhas. O que não é escolha é imposição e, nesse caso, no máximo podemos nos rebelar. Porém, às vezes, toda rebeldia não basta para mudar situações. Então, acatamos. Submetemo-nos. Esse é um duro exercício de humildade, de reconhecimento da nossa impotência e dos nossos limites.
Quando podemos escolher nem sempre fazemos isso sozinhos. Pedimos opinião, queremos ouvir o que os outros pensam sobre determinada circunstância. Um pitaco ao menos, que seja. Quando faço isso, quando peço a opinião alheia é porque me interessa mesmo, é porque preciso ter “uma segunda opinião” acerca de um fato, e é também porque não tenho opinião formada ou me sinto confusa e quero ajuda para clarear a minha visão sobre os acontecimentos.
Tenho observado que as pessoas não gostam de dar opinião. Ao menos sobre assuntos que me dizem respeito, mesmo que eu peça. Tenho pedido e não recebo. Aí eu me questiono se isso ocorre porque eu nunca gostei que dessem palpite na minha vida, porque me acostumei a fazer tudo por minha conta e risco, porque os outros acham que eu posso fazer isso sem ajuda ou, pode ser, porque não recebi bem as opiniões alheias que recebi sem ter pedido.
De todo modo, quando peço alguma ajuda para decidir e para fazer escolhas e não recebo isso, eu tenho duas sensações diferentes: primeiro, eu me sinto muito sozinha para decidir e escolher; segundo, eu me sinto mais responsável por mim mesma. A única responsável pelas minhas decisões e escolhas. Se acertar, talvez eu comemore com todos, até com quem não quis me ajudar a decidir e a escolher. Mas, se eu errar, tenho certeza de que não posso compartilhar o erro com ninguém. Nisso está a grande responsabilidade de ter a vida nas próprias mãos, compartilhando escolhas e decisões apenas com o Poder Divino que, aliás, dá conta da insegurança, do medo e da angústia de decidir e escolher sozinha. Ainda bem!


Aline Lopes


"Life is beautiful we live until we die"...

29 Pensamentos que são seus:

Jeniffer Yara disse...

Fazer escolhas sozinhas,tem suas vantagens, a única responável é você mesma,e tipo quem quer mesmo,nunca vai decidir sozinha,temos sempre Deus para nos ajudar e até fazer por nós as escolhas,decisões,e nós sabemos que ele sabe o que faz!;)

Bjs,mudou o lay foi?! Tá lindo! *.*

Thiago disse...

Tenho medo de arrepender de algumas escolhas que faço e as vezes por isso, nem as faço.

Beijos

Lay. disse...

Ah só o poder divino é o que nos conforta nessas horas decisivas.

Beijos :D

Jf. Barbosa disse...

Nossas decisões moldam o mundo em que vivemos, moldam nosso caráter, nossa alma e nosso caminho.. é um fardo pesado ter tanta coisa para escolher e mudar... Cabe a cada um carregar seus próprios medos, desafios e angustias.

Um forte abraço e um beijo.

Maldito disse...

Esperoq ue vc escolha escrever mais vezes!
Inte

Luan Fernando disse...

Acho que só temos que tomar mais cuidado com nossas escolhas, e sempre buscar o melhor caminho.

Babado de menina, disse...

nossa vida é o resultado de nossas escolhas...

beijão menina!;***

Mary Help disse...

Eu tb gosto de vir aqui, seu blog é muito mimoso e cheio de coisas boas de se ler. Tb fico muito ausente, mas sempre que dá estarei por aqui. Um super beijo no seu coração e ótima semaninha, Mary Help!!!

Everson Russo disse...

Um beijo pra ti menina bonita, e o desejo que tenha uma linda semana cheia de amor e paz...beijos carinhosos..

Lílian disse...

lindo seu texto tbm ;)

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Temos que ter sabedoria nas escolhas e maturidade para entendê-las.

Beijo grande, menina linda.

Rebeca


-

Denise disse...

Oi Aline! Muito obrigada pela visita ao blog.

Muito bom seu texto, compartilho também das mesmas aflições. Mas, mesmo assim, ainda acho melhor ter as escolhas nas minhas mãos.

Beijos

Lucas disse...

Eu também peço opnião dos outros e compara com as minhas para decidir o que fazer jogando a responsabilidade do certo e do errado sobre mim...
=)

somos a escolha que fazemos

bjxxx

Joy disse...

Escolher é a coisa que mais fazemos na vida, desde resolver qual sorvete queremos até que curso superior vamos querer fazer.
E nessas escolhas a gente quebra a cara, levanta, tropeça, cai de novo e continua vivendo, fazendo escolhas acertadas ou não.
Sorte na sua decisão, seja lá o que for!

Bjos
Valeu por passar no blog!

Joรıє disse...

Aline *-*

obrigada por sua doce visita e por seguir o meu Essencial:)

seu blog é lindo, o design as musicas são minhas preferidas.! adorei tá aki.!

beijo

Luh* disse...

Eu sempre peço a opinião das pessoas, mais nunca as sigos, lembro q um dia uma amiga me disse q odiava dar opinião das coisas para mim, pq eu sempre foço o inverso!
beijos


adorei o blog!

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Ooi, Pérola! (:

Eu costumo pedir uma opinião para as pessoas sobre tudo o que vou fazer! Só na hora de excutar que sempre faço sozinho, isso é ruim, mas é algo que não controlo! Rs'

Texto, como sempre, muuito reflexivo!

Beeijos na sua alma!

Gabi disse...

Sinto que somos parecidas, também tenho mania de auto-suficiência (oi, nova ortografia?), não sei se é bem esse o nome, mas é aquela de tentar decidir sozinha, e o povo não compreende, aí quando precisamos de uma opinião parece que têm receio de dizerem nós não darmos ouvidos.

Gostei do blog, estou favoritando :)

Everson Russo disse...

Um beijo pra ti querida amiga e um belo dia de paz..

disse...

Eu to passando bem por uma fase dificil de decisões. e Ler o que voce falou aqui, me deu um gás que tu nem imagina. Coisa perfeita, sem tirar nem pôr.

Outra coisa, menina que lindo lindo lindo é esse blog, hein? AMEI AS CORES, as flores.. os tons. :)


to seguindo. Beijão.e valeu pela visita lá o/

Jully Barreto disse...

Nooooooooooossa faltou ate palavras pra comentar! ahuahuaha
MUITO BOMMMM... MUITO BOMMMMMM!!!

beijocas... te favoritei!

Juh

Na. disse...

Oi Aline! Blog de cara nova! Tá lindo! =)
Escolhas nem sempre são fáceis, pq uma anula outra, e quase nunca temos a certeza de que a que fizemos é que é a correta! Mas temos que arriscar, né?!
Xerus
=***

Lay. disse...

é Aline, você resumiu muito bem, às vezes só o amor não é suficiente. Obrigaada por todas as palavras, dá uma motivação saber que alguém entende o que a gente sente.

Fica com Deus também!
Beijos

Fran disse...

Realmente, tomar decisões não é uma atitude qualquer. O pior é que sempre temos dois caminhos e na maioria das vezes bate aquela dúvida :/
Lindo blog :)

Beeijos!

Mente Humana disse...

Linda,

Almejo que esteja em paz e em perfeita harmonia.

Nossa vida é repleta de escolhas e decisões.
Isso que nos motiva a seguir adiante e viver intensamente.

Adorei seu cantinho de palavras.

Vou seguir.

BeijOOOO

Princess Obscurity.

Nathállia Motta disse...

as vezes é melhor fazer as nossa própias escolhas sem a ajuda de ngm ;(
ti entendo...

Beijos

Natália Corrêa disse...

Se você tem medo de se responsabilizar pelas suas próprias escolhas, não parece correto que as outras pessoas tenham esse medo também?

Eu acredito que quando pedimos opinião, mesmo sem saber, já temos a resposta. Só queremos que alguém concorde conosco para nos sentirmos mais seguros.

Jade disse...

Fazer nossas proprias escolhas sem a ajuda de ninguem tem vantagens e desvantagens!
Espero que fique tudo bem e que você faça a escolha certa! =D


beeijos!

Jully Barreto disse...

Passando novamente pra agradecer o comentário@
beijocas