18 de mai de 2009

Perguntas sem Respostas


Tenho tanto guardado em mim, tanto para mostrar, tanto para ser explorado, só espero que alguém um dia se interrese e resolva explorar tudo que aqui existe.
Tenho muitas histórias pra contar, muitos sonhos a revelar e uma vontade incontrolável de viver intensamente.

Será que realmente sabemos reconhecer a felicidade?
Será que realmente damos valor a tudo que temos?
Será que sabemos reconhecer o que realmente importa o que realmente tem valor?
Essa busca incessante pela felicidade é real, é sadia?
Será que um dia ela cessa?
Será que um dia estaremos satisfeitos?
Por que sempre temos que sofrer para lembrarmos o quanto somos felizes e o quanto já temos?
Por que logo depois esquecemos de tudo e começamos nossa luta contra os moinhos de vento novamente?
Quanto mais teremos que perder e sofrer para darmos valor real ao que temos?
Quantos castelos de areia terão de desmoronar para enxergarmos os sólidos?
Por que temos sempre um vazio a ser preenchido?
Por que queremos sempre mais já tendo tanto?
Será que temos medo da felicidade?
Será que não aprendemos a nos permitir?

E quando tudo passar e se lembrar ainda ficaram as mesmas perguntas sem respostas, talvez até obtenha algumas respostas mais ficaremos sempre assim, girando em torno do mesmo redemoinho esperando a salvação ou quem sabe a condenação eterna.

• Copyright © 2009 – Todos os direitos reservados
Voandoateoseucoracao.blogspot.com
Aline Lopez

12 de mai de 2009

Amor de anjo

Memê que recebi do Wilian

Vamos às regras:

- Vá à pasta de fotos do seu computador;
- Poste a sexta foto;
- Coloque-a no blog e escreva alguma coisa sobre ela;
- Convide 6 pessoas para participarem e fazerem o mesmo.

Indicações para sequência do Memê (A sexta foto):

• http://pooshdeyoguuurt.blogspot.com/
• http://srtatielly.blogspot.com/
• http://paroparapensar.blogspot.com/
• http://inventandobatidas.blogspot.com/
• http://www.andandonacordabamba.blogspot.com/
http://subentendido-flor.blogspot.com/


Na foto acima o meu príncipe lindo.
Quem disse que o verdadeiro príncipe tem que vir montado a cavalo para nos salvar de uma bruxa má?
O meu príncipe veio de uma forma inesperada, sim, inesperada, eu não queria nem deseja a sua presença, mais como não posso controlar o mundo ele simplesmente veio e com toda a sua graça encantou.
O meu irmão nasceu no dia 10 de Novembro de 2007, exatamente 18 anos depois de mim, imagina o choque, eu era a caçula, eu deveria ser a eterna mimada da família, mais ai ele surgiu.
O meu irmão tem gestos simples de puro amor que faz com a maior naturalidade, gestos que não precisam de palavras. Ou então, depois de uma birra, aproxima-se e com um gesto terno diz: "Culpa...!". É a dupla aceitação do erro, culpa, culpa... Desculpa, e como se mesmo ele não pronunciando nenhuma palavra por completo eu entendesse tudo que ele precisa e quer com apenas um olhar.