18 de mai de 2009

Perguntas sem Respostas


Tenho tanto guardado em mim, tanto para mostrar, tanto para ser explorado, só espero que alguém um dia se interrese e resolva explorar tudo que aqui existe.
Tenho muitas histórias pra contar, muitos sonhos a revelar e uma vontade incontrolável de viver intensamente.

Será que realmente sabemos reconhecer a felicidade?
Será que realmente damos valor a tudo que temos?
Será que sabemos reconhecer o que realmente importa o que realmente tem valor?
Essa busca incessante pela felicidade é real, é sadia?
Será que um dia ela cessa?
Será que um dia estaremos satisfeitos?
Por que sempre temos que sofrer para lembrarmos o quanto somos felizes e o quanto já temos?
Por que logo depois esquecemos de tudo e começamos nossa luta contra os moinhos de vento novamente?
Quanto mais teremos que perder e sofrer para darmos valor real ao que temos?
Quantos castelos de areia terão de desmoronar para enxergarmos os sólidos?
Por que temos sempre um vazio a ser preenchido?
Por que queremos sempre mais já tendo tanto?
Será que temos medo da felicidade?
Será que não aprendemos a nos permitir?

E quando tudo passar e se lembrar ainda ficaram as mesmas perguntas sem respostas, talvez até obtenha algumas respostas mais ficaremos sempre assim, girando em torno do mesmo redemoinho esperando a salvação ou quem sabe a condenação eterna.

• Copyright © 2009 – Todos os direitos reservados
Voandoateoseucoracao.blogspot.com
Aline Lopez

10 Pensamentos que são seus:

Wilian Shopenhauer disse...

Esses questionamentos aparecem no decorres de nossas vidas.! É inevitável!

E fica tranquila.. um dia você irá encontrar alguem especial que queira explorar tudo o que tem ai dentro deste ser lindo que você preserva.. ele irá te surpreender uma forma que nunca imaginou! ;.D

;*

Psicodellicuss Girl disse...

Sempre existirão perguntas sem respostas....
Beijos!

Lorena disse...

A vida é feita de indagações, não há pra onde correr...
E o melhor é a busca pela resposta, mesmo que no fim não obtenhamos êxito...

Quanto a encontrar alguém, estamos sempre na mesma busca, mas 'não há nada a ser esperado, nem desesperado' *-*

beijos

Lorena disse...

e obrigada pelo memê, querida *-*

beeeijos

Fraan ;) disse...

Muitas perguntas, e poucas respostas...
Adorei o blog, viu?! Beijinhoo ;)

.waaalla. disse...

segunda vez hoje que entro em blog com post sobre perguntas sem respostas, acho que na vida ninguém terá resposta para todas, existe sempre a que ninguém poderá responder enquanto não tiver tido a experiência incrível de viver tais situações, e com certeza quando se menos espero, as situações acontecem :)

Nathállia Motta disse...

Nossa são tantas perguntas que só no decorrer da nossa vida vamos conseguir responder.

Brigada linda pode deixar que já to cheia de histórias logo logo eu volto =)

beejos e sorte

A2 Encontros disse...

Olá, Linii,
Acompanhamos seu trabalho no blog e temos um convite para você! Cláudya Toledo, a maior cupido do Brasil, está lançando um novo livro, chamado “Eles são simples, elas são complexas”.
O livro fala sobre as diferenças entre os sexos e como se relacionar com o homem ou a mulher dos tempos atuais.
Muito interessante, não é?
Você é nossa convidada para o lançamento, que será no dia 6 de junho em São Paulo.
Além de assistir a uma palestra com a Cláudya Toledo, você ganhará um exemplar do livro, para você conhecer melhor e divulgar entre seus leitores.
Só precisamos que você nos confirme a presença por email (a2encontros@dialeto.net) até o dia 01 de junho, para podermos reservar seu lugar.
Após a palestra, haverá sessão de autógrafos e coquetel.
Um abraço e até o lançamento!

Lançamento:

“Eles são simples, elas são complexas – Um guia para se relacionar com o homem/mulher de hoje”, de Cláudya Toledo - Editora Alaúde
Quando: dia 6 de junho, às 17h
Onde: Livraria Cultura – Shopping Villa-Lobos – São Paulo
Na web:
http://www.a2encontros.com.br
http://www.claudyatoledo.com.br
http://www.alaude.com.br

ραmmellα   ツ disse...

Com o tempo as perguntas se acumulam assustadoramente. Se encopntramos algumas respostas é bem capaz que essas respostas nos tragam outras perguntas. É um ciclo, um ciclo sem fim. vamo que vamo!

;D

T i e l l y*** disse...

talvez a resposta pra essas perguntas podem estar dentro de nós mesmos.
isso só o tempo vai dizer!
bjos